Anuncie Grátis

Blog

Venda de caminhões 2020 – perspectivas para o último bimestre

Venda de caminhões 2020 – perspectivas para o último bimestre

Venda de caminhões 2020 pode ter leve alta nos últimos dois meses deste ano. Veja alguns dados sobre o setor no texto de hoje. 

Assim como diversas partes de nossa economia, a venda de caminhões também sofreu quedas consideráveis neste ano.

Por exemplo, a Anfavea – Associação Nacional de Veículos Automotores fez uma projeção de queda de 36% em 2020.

A previsão é que seriam emplacados neste ano, 65.000 caminhões. Antes da pandemia, no entanto, as estimativas em vendas de caminhão 2020 é que alcançassem 110.000 unidades comercializadas.

Entretanto, fomos surpreendidos pela pandemia e quedas em produção e consumo foram inevitáveis.

Mas nem tudo são más notícias. Por exemplo, em abril foram produzidos apenas 400 caminhões no país todo – até porque boa parte das fábricas estavam fechadas ou funcionando de forma parcial.

No mês seguinte, maio, já se produziram 4.100 caminhões – uma alta de 906%.

Com o final do ano se aproximando, a expectativa de melhora tem aquecido a indústria automobilística como um todo, inclusive a fabricação de caminhões.

Venda de caminhões 2020 pode crescer no último bimestre 

Com o aquecimento no segundo semestre, em especial no último bimestre, as projeções andam mais otimistas para todos os setores econômicos.

Tanto que a própria Anfavea reviu sua previsão e no momento calcula que o ano termina com uma queda de “apenas” 18% no setor.

Alguns motivos desta recuperação, segundo Marcelo Cruz, que assume o posto de diretor comercial da Bravo Caminhões, são:

  • Taxas mais competitivas, chegando abaixo de 1%;
  • Diminuição na inadimplência;
  • Oferta de crédito;
  • Aquecimento e setores como varejo, limpeza urbana e agronegócio. 

Considerando ainda que é significativo o volume de bens duráveis, perecíveis, matéria-prima, insumos, etc. transportados via modal rodoviário, acredita-se que as vendas tendem a se manter estáveis.

Por fim, mesmo que as vendas de caminhões 2020 não alcançaram os patamares ideais, espera-se uma recuperação (relevante em números) para 2021.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *