Anuncie Grátis

Blog

Vacina para caminhoneiro

Vacina para caminhoneiro

Vacina para caminhoneiro se proteger de doenças virais que se proliferam ainda mais no inverno estão disponíveis desde o dia 16 de abril. Portanto, veja porque você também deve fazer!

Não há nenhuma dúvida que o serviço de transporte de cargas, carretos, fretes e mudanças é essencial no Brasil.

Afinal, desde quando detectamos a presença do coronavírus aqui no Brasil, empresa de transporte jamais pararam suas funções.

São milhares de caminhoneiros que transitam diariamente pelas estradas brasileiras, levando alimentos, matéria-prima e mudanças em meio a esse cenário preocupante da pandemia.

No entanto, pela natureza desta profissão, o Ministério da Saúde lançou mão do programa de vacinação para aqueles que estão no front de combate à pandemia.

De certa forma, caminhoneiros também estão na lista desses profissionais, portanto, devem se vacinar!

Vacina para caminhoneiro e a abrangência da proteção com ela

A vacina disponibilizada para caminhoneiros e também para aqueles que trabalham em portos é segura para a gripe.

Ela tem especificidades para combater Influenza e os vírus comuns do Brasil que nos levam a quadros gripais. Agindo, portanto, contra infecções por Influenza:

  • Do tipo A (H1N1);
  • Grupo B;
  • Influenza do tipo H3N2;

Veja bem, não se trata de uma vacina para a Covid-19, mas sim, para outros vírus já conhecidos.

Neste ano, a antecipação da vacina ocorreu em todo o Brasil, priorizando idosos, crianças, pessoas com comorbidades e também profissionais de serviços essenciais.

O Ministério da Infraestrutura no entanto, pleiteou que essa campanha absorvesse integralmente caminhoneiros e empregados do setor portuário, já que estão expostos a contaminação pelo coronavírus.

A vacina pode ser feita em USB – Unidades de Saúde Básica, no entanto, há diversos postos espalhados pelas rodovias.

Lembramos que a previsão de encerramento desta campanha é dia 9 de maio, portanto, pedimos agilidade na sua vacinação, caso ainda não tenha feito.

Se você tem dúvidas acesse o site da Agência Nacional de Saúde e leia mais sobre o assunto!

Gostou deste texto? Por favor compartilhe e espalhe essa notícia tão importante!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *