Anuncie Grátis

Blog

Carreto: regularize seu caminhão

Carreto: regularize seu caminhão

Não é todo caminhão que pode se candidatar para fazer carreto e mudanças. Afinal, é preciso que ele esteja devidamente regularizado a fim de executar essa espécie de serviço.

Como regularizar seu caminhão para carreto
Como regularizar seu caminhão para carreto

Afinal de contas, é preciso estar com tudo correto para oferecer aos clientes a maior segurança possível.

Portanto, vamos ver neste artigo como regularizar seu caminhão para mudanças.

Carreto e mudanças: como regularizar o caminhão

Inicialmente, é preciso quitar todas as multas ou mesmo débitos anteriores que os veículos possuam. Afinal, elas podem complicar a regularização.

Entretanto, o mais importante é obter o RNTRC – Registro Nacional de Transportes Rodoviários.

Somente desta forma que poderá ser feita a atuação tranquila no mercado de mudanças, fretes e também carretos (mesmo os mais simples).

O que torna legítimo e legal este registro, entretanto, é a Lei 11442 da ANTT – Agência Nacional de Transporte Terrestres.

Inclusive, todos os veículos que se proporem a transportar carga dentro do território nacional, visando, portanto, ganhar dinheiro com isso – precisam se registrar.

Assim, o transportador, necessariamente terá que efetuar este registro. Sendo assim, vamos conhecer os documentos a seguir.

Documentos necessários para regularizar caminhão de mudanças

Veja bem, existem aqui dois tipos de documentos que precisam ser entregues, tanto para pessoa jurídica ou autônomo.

Quem for pessoa jurídica, por exemplo, será necessário entregar:

  • CPF do responsável;
  • Contrato social da empresa (ou estatuto da cooperativa);
  • Comprovante de pagamento – feito em nome de contribuição sindical patronal;
  • CPF e RG do responsável técnico;
  • 3 anos comprovados do responsável técnico em curso específico;
  • CRLV do veículo com carga igual a 500 quilos ou mais;
  • CNPJ da filial (ou filiais).

Já para autônomos, é necessário:

  • RG e CPF;
  • Comprovante da contribuição sindical;
  • Comprovante de residência;
  • CRLV do veículo.

Além desses, comprovação de 3 anos de experiência, a ser provados por meio de Carteira de Trabalho, bem como, Comprovação de contribuinte individual como motorista ou TAC no RNTRC (um certificado de registro).

Um bom serviço depende da qualidade do caminhão

Como dica extra lembramos, portanto, que o mercado de transporte está sempre em movimento.

Sendo assim, é possível conseguir trabalho, mesmo diante de crises econômicas.

Portanto, capriche em oferecer diferenciais, por exemplo:

  • Higienizar o veículo;
  • Manter a pintura;
  • Destacar sua marca no veículo;
  • Disponibilizar mecanismos para aumentar a segurança da carga;
  • Oferecer o seguro sobre fretamento e transporte de mudanças.

Lembre-se que ao regularizar seu veículo, terá muito mais chances de conseguir cargas e é claro, poderá mostrar seus serviços no nosso portal!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *